som ambiente

q

sábado, 7 de dezembro de 2013

Primeira parada: PARIS dos meus sonhos


Olá meu cantinho e os amigos desse espaço!


Já sei... faz um tempão que não escrevo," excusez-moi", mas estava por ai vivendo feliz da vida! 

Agora, com mais tempo pra relaxar, volto ao meu cantinho pra deixar no ninho as minhas doces lembranças.

Minha primeira parada foi na PARIS dos meus SONHOS, e sim, ela foi tudo e mais um pouco que eu desejava, me surpreendendo a cada esquina que dobrava, em cada rosa perfumadissima ( sem palavras, apenas lembranças) pelas ruas. 

Mas, como tudo, não foi bem fácil no começo. Pois é, vamos lá:
Depois de 06 horas de espera no aeroporto de São Paulo, 10 horas de viagem de um continente ao outro e do efeito jet let no corpo, cheguei no aeroporto de Paris. Ainda com toda energia de uma yoginí, fui feliz da vida fazer os trâmites de desembarque... Afff, que fila, quase 2 horas para ser liberada. 

Mas, até ai, tudo bem. Finalmente liberada, busquei conecção no celular ou no notebook... hahahahha sem nada!!!! sem wi-fi, porque aqui, meu bem, tudo é pago. ( comecei a sentir falta do Brasil) ahhahahah. Ok, Vamos buscar informações de como chegar no hostel. UHHHHHHMMMM já constatei o fato de que francês não gosta de falar inglês. Isso é o terrível da França; os franceses não admitem isso, mas eles ODEIAM, portanto, a melhor sugestão que tenho a dar:  aprenda pelo menos algumas palavras na lingua local, assim você se torna mais cordial e eles mais sorridentes!.

Enfim, consegui explicações de qual linha de trêm e metro deveria pegar. (...), REALLY... fala sério; você já viu como é o sistema de metro de Paris? HUGE, mas, extremamente organizado. Mas, como sou desorientada num primeiro instante, é claro que... me perdi! e me perdi feio, só não foi pior do que a vez que me perdi no avião de Curitiba e fui parar em Brasilia.( mas essa é uma outra historia). Num próximo post vou falam expecíficamente sobre as linhas de metrô e trens, vai ser bem útil para quem planeja visitar o local e não se perder como no meu caso. 

Pois bem, depois de voltas e mais voltas pelas 14 linhas de metro eu consegui chegar ao meu destino, mas não antes de ser roubada! É, é isso mesmo, no meu primeiro dia em Paris, eu fui roubada. Mas, não por um europeu. Infelizmente a Europa está sofrendo com uma invasão de imigrantes de todos os outros país, isso está agravando a crise europeia, e com isso, sempre encontramos alguns golpistas. Mas, nao foi nada de mais, apenas 30 euros. 

Ok, chegando no destino algumas controvérsias com o hostel, mas nada que estragasse a viagem. Fiquei num lugar bem bacana, porém, o local fica fora das principais zonas de Paris. Mas, mesmo assim, muito bom, com padarias deliciosas, local calmo. Isso me deu a oportunidade de expandir o meu conhecimento pelos locais fora do grande centro, onde todos os turistas resolvem ficar. E, no meu caso, não quero ser mais uma turista, quero viver integrada!

Depois de mais de 30 horas na pilha da viagem, pensei em descansar! Bem, vamos esperar o dia acabar para então dormir... ...... afffffff quem disse que o dia acabava. Já passava das 10 horas da noite e o sol estava lá, lindo e formoso como se fosse apenas 5 da tarde, quem disse que conseguia dormir.Assim são os verões europeus, o sol demora mesmo a se pôr. Foi interessante, pois a partir daí caiu a fixa de que não estava mais no meu mundinho seguro!

De repente, bateu uma tristeza, uma solidão, comecei a pensar na minha nova jornada, como seria daqui pra frente, sozinha, tudo novo. Mas, o cansaço foi maior e consegui finalmente descançar. 

Como eu lí no blog " A vida é uma Viagem,  que falava dessa cidade maravilhosa, París é magnifica, e na minha opinão é uma das mais linda do mundo. Caminhar às márgens do rio Sena é aquecer a alma com o calor do sol refletindo em seu leito, Se encantar com a beleza da Catedral de Notre Dame e seus jardins de rosas, suas esculturas que inspiraram o filme O Corcunda de Notre-Dame;

 O museu do Louve é algo impressionante tanto pelo tamanho quanto por cultura. Ver a cidade toda iluminada e a Torre Eiffel a piscar em todas as cores às 11 da noite e depois ficar toda dourada é inesquecivel. A avenida Champs Élysées é um paraiso das compras mas também um símbolo de patriotismo com seu Arco do Triunfo. 





Passear pelos jardins do palácio de Luxemburgo, onde foi uma residência real é se sentir num cenário de filmes. É também se sentir integrada aos franceses que aproveitam as tardes de sol para sentar e apreciar a vida! 








O Palácio de Versalhes é um espetáculo a parte, com seus salões de festas, esculturas, jardins, fontes temáticas e muitas histórias. É dificil descrever a beleza e riqueza de detalhes desse local. Fiquei parada por muito tempo a apreciar um dos salões de festa e imaginando toda aquela corte dançando em meio ao brilho dos cristais e luxuria! 

Enfím, essa cidade me mostrou tudo o que a beleza pode ter! Desejo ainda poder viver um tempo lá, mesmo que seja na minha velhice.


Essas são apenas algumas fotos dos lugares por onde passei, mas ainda faltam muito mais:


PALÁCIO DE VERSAILLES 





    























































































As imagens dos outros lugares ficam para a próxima postagem... see you!

Mil beijos!

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

GRANDES AMORES

Estou cansada de achar grandes amores, que acompanhado a eles vem grandes decepções.
Quero um amor pequeno que fique pra sempre, que me encante e se encante, que me traga sucesso ao coração!
Que seja real, não conto de fadas.
Cansei de conto de fadas.
Autoria: meu coração!