som ambiente

q

sábado, 22 de junho de 2013

COISA QUE GOSTO É PODER PARTIR SEM TER PLANOS!

Bounjor Meu Cantinho,

Enfim chegou o dia. Depois de anos desejando botar os pés na estrada para mais longe que o habitual, viver sem fronteiras, e seguir um destino como a cabra montenhesa de Capricórnio, agora deixo de lado os medos, resceios, dúvidas e conforto. Sigo para um rumo tão incerto quanto maravilhoso.
Quem conhece um pouco das caracteristicas dos signos, sabe que nada mais assustador para uma capricorniana do que um futuro que não lhe proporcione estabilidade, segurança e que não saia do conservadorismo. Mas, foi exatamente pensando em quebrar tudo isso que volter com um sonho da adolescencia que é viver uma vida de mochileiro. Sentir o gosto do: E AGORA, O QUE EU FAÇO?



O meu primeiro destino, por coincidência ou não, é o país que tanto desejava conhecer, FRANÇA, pois o vôo para India, um dos meus destinos principais, passa por lá. Então, pit-stop para marcar o meu novo passaporet com chave de ouro...
Passaporte em mãos, visto da India liberado, documentos da escola na Irlanda pronto, pesquisas, pesquisas, pesquisas e mais pesquisas feitas sobre Hostels, transportes, segurança, alimentação, tudo isso demandou um tempo absurdo, que provavelmente eu não teria se ainda estivesse numa vida trivial.
Confesso que com o passar do tempo, o friozinho na barriga foi aumentando, o medo foi tentando me convencer que estava fazendo tudo errado, que deveria voltar, pegar o meu emprego seguro de volta, ficar no meu mundinho quietinha. Mas, como agora volto a ser dona dos meus desejos, mandei o medo ficar no lugar dele e só aparecer quando realmente existisse algum perido real.
Aiiii a hora das despedidas. Coração apertado, afinal não será, uma semana, nem um mês, serão pelo menos ( minimo) 16 meses. Isso significa, ficar longe dos meus filhotes que tanto amo APOLLO e SUZI, dos meus amigos mais queridos, que trago comigo no coração. E também daquela segurança ilusoria que faz qualquer um passar uma vida inteira sem se questionar : DO QUE É FEITO A VIDA MESMO?
De repende fui invadida por uma satisfação tão grande que nem saberia dizer de onde veio! Sim, eu larguei tudo para seguir o que eu desejo. Poucos tem essa coragem, ou até mesmo a oportunidade, pois ao passar dos anos, vão se entrelassando nas amarradas do trivial, se enraizando em uma sociedade que diz o que você deve ou não fazer.
E assim embarquei, como quem está prestes a nascer.
Hoje, aqui com meus pés em sólo estrangeiro, vejo que o medo e o comodismo prendem tantas pessoas que jamais elas acordam para a vida. Isso é tão triste.
Não há limites quando queremos... então, só basta desejar profundamente e colocar em prática!
Não sei o que o destino ainda me reserva, mas sei, que ele vai ter que se adaptar ao que eu quero.

E aqui começa a minha nova jornada. Vamos ver o que vem pela frente!

Me despeço de tantas coisas e pessoas com a seguinte canção:
ENCONTROS E DESPEDIDAS Maria Rita

Coisa que gosto é poder partir sem ter planos;
Melhor ainda é poder voltar quando eu quero.
Pois chegar e partir são só dois lados da mesma viagem:







 Voilà
Je Vous salue très chaleureusement.
Gros bisous

domingo, 16 de junho de 2013

Novos Rumos...Novos céus!

bom dia Meu cantinho.
Em alguns posts anteriores, eu comentei que minha mudança não havia parado apenas na minha estabilidade profissional.
Pois é, nessa mudança toda que determinei pra minha vida, estabeleci também a obrigação de realizar um velho sonho de adolescencia que é ser mochileira de carterinha... E qual melhor época para fazer isso se não agora, que resolvi deixar o conservadorismo e o comodismo de lado pra me aventurar em caminhos tão incertos?
Foi então, que tracei novos rumos para esse sonho se transformarem em realidade.
Minha vigem pelo mundo:
Sempre fui fascinada pelas lendas, mitologias da India, não me pergutem por que! Mas, sim, tenho meu coração nessa filosofia tão antiga, e por isso me tornei uma instrutora de yoga, não do Ioga dessa modernidade... mas sim, do yôga mais autêntico, mais antigo, de origens ancestrais da India de 5 mil anos atrás, e é essa filosofia que vou buscar.
Essa viagem também tem um carater de amadurecimento pessoal. busca pela real existencia.
Cada um tem um jeito de se encontrar, de se perguntar o que está fazendo aqui nesta vida.. o meu é esse.. buscar em minha liberdade de onde venho e pq estou aqui nas raizes do yoga. Se eu chegar lá e não for nada disso, ok... valeu a experiência.
Então, novamente vieram as mudanças, descidi fechar a minha estética que havia conquistado rescentemente, e botar o pé na estrada... ou melhor abrir as asas pelos céus desse nosso mundão.
Assim comecei minhas buscas por informações pelos lugares por onde passarei.
Me assustei muito com tantas coisas ruins que li sobre a India. Sim, eu sei de todos os perigos que vou encontrar por lá... sei tb que são bem reais.
Mas, veja bem, Se todos os desbravadores do universo parassem no primeiro obstáculo encontrado, no primeiro medo sentido, o que teria sido da nossa evolução como seres humanos?
O medo faz parte sim da nossa vida, é muito útil para nos fazer enchergar além das ilusões, mas não deve ser um impecílio para ficarmos parados e não seguirmos nossos objetivos.
Enfim... Decidido a rota, Paris, Rouen, Marseille, Veneza, Roma ; India ( várias cidades...) e voltando para a Irlanda.
Vou postar aqui detalhes de cada lugar, e com uma visão de uma mulher que vai viajar sozinha por muitos lugares...e como vou me virar, pois será uma viagem de low budget... então terei que me virar muito bem para o dinheiro render ;)

Por fim, quero mostrar aqui um vídeo das poucas razões pela qual vou pra India...
" ME FALEM DO QUANTO SEREI FELIZ EM MEU TRAJETO... ME DESEJEM SORTE EM TODOS OS MOMENTOS. PORQUE DAS DIFICULDADES EU JÁ SEI... APENAS QUERO DA SUAS BOAS VIBRAÇÕES  ;)

http://www.youtube.com/watch?v=_qBE_Z8JbzY

Embarque nessa aventura comigo... curta cada momento e dê suas sugestões!

Mil beijos....